Tarde...



É como se fosse ontem, lembro com perfeição de detalhes o seu sorriso. Nós éramos duas crianças e um namoro inocente de escola, vivíamos juntos, grudados como chiclete, nada abalava nossa relação de amizade, confiança e amor. Você matava aula para me ver jogando bola, me emprestava seu caderno e passava cola para as provas, sei que tudo isso era pensando em nós.

O tempo passou e crescemos amando cada dia mais um ao outro, vendo a transformação para dois adultos que precisavam tomar decisões sérias e com riscos, para nós. Você queria ser jornalista e eu piloto, teríamos que suportar a distância.

Você para São Paulo e eu para Florianópolis servir a Força Aérea, ficamos distantes por mais de cinco anos, achei que não iria te reconhecer se cruzássemos na rua, mas você tinha o mesmo sorriso de sempre e havia ficado mais bela com o tempo.

Meu coração bateu mais forte, não sabia se você tinha me reconhecido também, meu trabalho como piloto das Forças Aéreas tinha me deixado de certa forma diferente.

Não queria seguir sem ao menos ter a chance de te dizer oi e perguntar de você, queria poder ouvir sua voz e sentir seu cheiro mais uma vez, nem que fosse a ultima vez. A coragem me consumiu e conseguir falar contigo, foi como se o céu tivesse descido e eu estive ouvindo um anjo falar.

Você era uma jornalista recém formada, ainda em busca de seu sonho, tinha tornado-se escritora de livros infantis na faculdade e sua fama acabava de alcançar o auge que você esperava. Havia voltado a nossa cidade para visitar sua mãe e para minha sorte eu te reencontrei.

Eu também tinha mudado, havia conquistado meu sonho de servir ao nosso país no céu, havia acabado de me tornar um oficial da Força Aérea Brasileira. Pensava em você menos conforme o tempo passou, mas nunca te esqueci.

Você iria embora novamente, em uma semana, e eu voltaria a pensar em você novamente. Resolvi te convidar para jantar e poder usufruir de sua presença por mais algum tempo. A minha esperança era de tentar te convencer, você poderia se lembrar de nossa vida juntos e desejaria voltar.

Foi à melhor noite de minha vida, não iria me importar se tudo desse errado desde que você estivesse comigo. Aquela noite ficaria em minha memória para sempre, junto com todas as outras lembranças suas.
Ela não aceitou ficar com ele.

Ele morreu duas semanas depois em um acidente de carro voltando à base aérea em Florianópolis. Ela estava voltando para ficar com ele quando recebeu a noticia do acidente.

0 sonharam junto.: