Nós crescemos!



Outro dia me peguei revendo fotos, cadernos, provas e o histórico escolar. Aí eu percebi que não parece, mas já faz tempo que a boa fase de nossas vidas acabou!

Quando eu era adolescente, adorava acordar ás 7:00 da manhã e sair de casa às 7:25 para estar no colégio às 7:30, morando a 650 m (informação do Google Mapas). E ficar ali, fingindo que estuda, fingindo que consegue se manter acordada, mas sempre se divertindo muito! O importante não era ser a melhor aluna da classe, era ter os melhores amigos do mundo.

E eu tinha. É difícil dizer o nome de todos e classificar como os mais importantes, porque cada um tinha a sua importância e a sua qualidade, mas todos eram amigos. Amigos para brincadeiras como o Bruno Henrique, para piadas sem a minima graça como o Nícolas Guedes, para compartilhar segredos como a Desiane Trindade,  a Beatriz Ferreira, a Isabella Assis. Posso dizer que tive amigos de todas as formas e jeitos, com particularidades como a maneira de se expressar do Andrey Santos, a inteligência do Lincoln e o melhor jeito irmão do Yuri.

Posso dizer também que tenho "pérolas" a contar junto com o Thomaz Guilherme, o Jeferson Santiago, o Pedro Cortez, o Henrique Fazolo e a Mayara Silva. Esses são aqueles que eu deveria me envergonhas das cenas juntos, mas não!

Dizem que fazemos amigos para a vida toda, mas nunca disseram que um dia eles iriam embora e o que permaneceria pela vida toda seria só a lembrança dos tempos juntos.

Hoje todos nós crescemos e cada um segue o seu caminho, a maioria eu não vejo e ás vezes trocamos um OI ou olhares na rua, quando cruzamos nossos caminhos. Mas eu sei que os dias que eu passei junto com eles serão inesquecíveis, serão as histórias a contar para os meus filhos.

Obrigado a todos vocês!



Acho que eu nunca fui suficientemente boa para ninguém. Acho que nunca fui uma boa filha, uma boa aluna, amiga, companheira, nunca fui uma boa namorada...e por isso que hoje eu escolho ficar aqui sozinha! Eu e eu mesma, somete com os meus pensamentos, com minhas palavras, com meus amores, meus sonhos, assim eu posso ser eu mesma sem machucar ninguém!

Agora eu sei que de nada adiantou, todo esforço para ser boa, todo esforço em ser simpática, isso tudo foi em vão por que ninguém nunca me notou ao lado. Mas o dia que eu disse que nada mais e ninguém mais me importava, vieram me criticar. Nunca me olharam, mas me criticaram.

Não hesitaram um só segundo, não pararam para refletir ou lembrar, apenas souberem que aquela era a hora em que todos seriam os certos e eu a errada, que eu poderia ser jogada na fogueira e queimar, como se tudo que eu fiz até aquele momento, nunca tivesse tido a minima importância.

Foi quando eu olhei para cima e vi o céu, estava lindo todo azul com algumas nuvens. E aí descobri que nada mais importava, eu poda ser sozinha, somente eu e o céu, para sempre! Assim não haveriam criticas, não haveriam hesitações, não haveria olhares maliciosos...mais nada.

E assim, eu fui feliz para sempre!